SUSTENTABILIDADE

A Avelino Bragagnolo S/A acredita que apenas o desenvolvimento sustentável é válido.

Todo o progresso da comunidade e do mundo deveria ser racional. Selecione um dos projetos abaixo:

Reflorestamento

Consciente e comprometendo-se com os recursos naturais, a Avelino Bragagnolo S/A, visa a assegurar o fornecimento e atender a demanda de madeira para produção de energia, portas e compensados. Possui uma ampla área de reflorestamentos de pinus e eucalipto.

Com técnicas de manejo florestal, desenvolvimento de pesquisas a campo, a empresa obtém avaliação da floresta com vistas ao melhor rendimento, fazendo com que se preservem as florestas nativas a fim de se obter uma produção renovável. Dessa forma, se mantém a biodiversidade encontrada na região e obtém-se uma produção renovável, juntamente com suas áreas de APP e reserva legal, garantindo abrigo à fauna e a preservação da flora nativa da região.

O plantio de florestas exóticas é realizado com rigoroso controle de qualidade das mudas e utilizando as melhores técnicas de plantio. Cada muda que vai ser plantada é fruto de um dedicado planejamento, para que, apenas as melhores e mais fortes plantas sejam escolhidas, obtendo os melhores resultados na hora da colheita das fazendas.

Reciclagem

A reciclagem de papel nada mais é que o reaproveitamento de fibras celulósicas de papéis usados para produção de um novo papel. É uma prática sustentável e que otimiza o consumo de recursos naturais.

A Avelino Bragagnolo S/A faz a produção do seu papel a partir de papéis que foram usados e tinham como destino os lixos ou aterros.

Reciclar é importante:
  • Diminui a exploração de recursos naturais;
  • Melhora a limpeza da cidade e a qualidade de vida da população;
  • Prolonga a vida útil dos aterros sanitários;
  • Permite que o papel seja reutilizado várias vezes;
  • Reciclando o papel economiza-se cerca de 40% da energia necessária à produção do papel virgem;
  • A fabricação de papel com uso de aparas gasta de 10 a 50 vezes menos água que no processo tradicional o qual utiliza celulose virgem.

A embalagem de papelão ondulado é responsável por 65% do consumo das aparas de papel disponíveis no mercado. Pode ser composta tanto por matérias-primas virgens originárias de fontes renováveis, como papeis de matéria-prima reciclada. É importante ressaltar que as fibras têm capacidade limitada de reciclagem: considera-se o limite de 5 a 7 ciclos. A cada reciclagem, elas perdem tamanho, flexibilidade e a capacidade de ligação e, por isso, a continuidade da produção de fibras virgens é necessária.


O que são Aparas?

Aparas é o nome dado aos resíduos de papel coletados depois de usados. Estes materiais são apanhados por empresas especializadas, selecionados, enfardados e vendidos às fábricas de papel como matéria-prima. Sua classificação conforme o tipo de material segue norma da ANBT NBR 15483 (Aparas de papel e papelão ondulado – Classificação).

Tipos de aparas utilizadas pela Avelino Bragagnolo S.A:
  • Aparas pré-consumo – São aparas de gráficas e cartonagens ou da produção da fábrica de papel, chapas e embalagens, que retornam ao ciclo de fabricação e acabam não passando pelas mãos do consumidor. São, na verdade, sobras industriais;
  • Aparas pós-consumo - São aparas de coleta em indústrias, comércio, supermercados ou aparas de embalagens descartadas em lixo seco de residências. As aparas pós-consumo são todas aquelas que, de alguma forma, já foram um produto manuseado.

Avelino Bragagnolo S/A – Empresa Preocupada com o Meio Ambiente

Seguindo o conceito de sustentabilidade, respeito ao meio ambiente e empenhada na preservação dos recursos naturais para as gerações futuras, a Avelino Bragagnolo S/A busca um percentual de sua matéria-prima para a produção do papel na reciclagem.

Baseados em conceitos de desenvolvimento sustentável, os produtos da Avelino Bragagnolo S/A têm a garantia de origem ambientalmente correta.

O papel é produzido a partir de uma mistura de celulose e aparas, o que confere à embalagem ótima resistência e capacidade de impressão. Após o descarte, o produto final pode ser transformado novamente em matéria-prima, dando continuidade ao ciclo da reciclagem.

Devido à preocupação ambiental e a necessidade de redução de custos dos produtos em relação ao processo kraft (fibras celulósicas provenientes das árvores cultivadas em áreas de reflorestamento), o estímulo ao uso do papelão reciclado tem sido empregado e vem crescendo a cada dia. Com a utilização do papel reciclado, a embalagem deixa de ser uma das responsáveis pelo alto custo dos produtos.

A embalagem de papelão ondulado é parte integrante da cadeia celulósica: 100% reciclável, renovável, compostável e biodegradável.

A importância ambiental da reciclagem é evidente, já que dá uso a materiais descartados, que, de outra maneira, se converteriam em desperdícios urbanos, lotando depósitos de lixo.

Geração de Energia

A empresa dispõe de geração própria de energia, suprindo sua demanda de consumo em seu processo industrial. Para a geração de energia, a Avelino Bragagnolo S/A utiliza dois mecanismos: através de 3 Pequenas Centrais Hidrelétricas e de 1 Termoelétrica.


PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas)

Pequenas Centrais Hidrelétricas têm por finalidade produzir energia elétrica através do aproveitamento do potencial hidráulico existente em um rio.

As PCHs possuem vantagens, pois não criam grandes reservatórios de água, preservando o meio ambiente, onde elas surgem como uma alternativa ambientalmente adequada.

Seguindo este conceito de preservação e respeito ao meio ambiente, a Avelino Bragagnolo S/A optou por utilizar o potencial hídrico disponibilizado pelo rio Chapecózinho. A empresa possui 3 PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas) para a geração de energia, capaz de suprir um percentual significativo do seu consumo interno.

Frequentemente são realizados acompanhamentos e estudos de controle e monitoramento ambiental através de análises de água do rio, da fauna e flora para verificar e comprovar o cumprimento as legislações ambientais vigentes.


Termoelétrica

Para suprir a sua demanda, Avelino Bragagnolo S/A conta ainda com uma usina termoelétrica, a partir da qual faz a geração da energia liberada em forma de calor, neste caso, do vapor produzido na caldeira.

Tratamento de Efluentes

O sistema de tratamento projetado tem a finalidade primordial de enquadrar os efluentes líquidos gerados pela Avelino Bragagnolo S/A aos padrões de emissão estabelecidos pela legislações ambientais vigentes.

A empresa dispõe atualmente de uma moderna Estação de Tratamento de Efluentes capaz de tratar todo o resíduo líquido gerado no processo produtivo da fabricação do papel, devolvendo ao Rio Chapecózinho efluente devidamente tratado.

O objetivo do tratamento de efluentes consiste na remoção da poluição presente (inorgânica ou orgânica) pelo uso de processo químico, físico e biológico para posterior lançamento ao corpo receptor.

O tratamento físico visa à retirada do material particulado em suspensão; o biológico, à remoção da carga orgânica solúvel presente; e o químico, à redução de DQO (Demanda Química de Oxigênio).

O tratamento biológico consiste na decomposição da matéria orgânica do efluente através da utilização de micro-organismos pelo sistema de Lodo Ativado.

Este tipo de tratamento é amplamente dividido em tratamento aeróbio e anaeróbio. No tratamento biológico anaeróbio, sistema utilizado pela Avelino Bragagnolo S/A, são utilizadas bactérias anaeróbias para decomposição das substâncias orgânicas presentes no efluente.